terça-feira, 26 de agosto de 2008

Tudo tão simples, meu Deus...

"O problema é que quero
muitas coisas simples,
então pareço exigente."
[Fernanda Young]




Eu queria que você viesse e dissesse que entende e puxasse minhas mãos me mostrando o significado de cada uma dessas linhas e me fizesse acreditar em caminhos azuis e ruas lilases. Eu queria que você secasse minhas lágrimas lentamente enquanto me contava histórias de anjos e deuses me deixando ver todas as estrelas que existem no céu da sua boca. Eu queria que você apanhasse uma borboleta no ar pra mim e depois a guardasse no bolso pra que pelo menos isso o tempo não levasse embora. Eu queria que você me ouvisse com um sorriso nos olhos e ao final costurasse uma a uma de minhas palavras rasgadas. Eu queria que você ajudasse a me encontrar seja lá onde quer que eu tenha me largado me esquecido me perdido. Queria que você cantasse Adriana pra mim e escrevesse em todas as paredes da minha alma as palavras doçura e compreensão - não necessariamente nessa ordem, mas necessariamente estas palavras. Eu queria que você fizesse cócegas nos meus pés só para rirmos de qualquer coisa banal até que o silêncio nos interrompesse e você perceberia o medo que sinto dele - do silêncio, não dos nossos risos - e me pegaria no colo me levando de volta para.

[S.Botelho]

Um comentário:

Fê Paetzel disse...

Botelho!!!

Volta...please!!!

Beijos!!!